Percepção social dos educandos de Escolas Família Agrícola acerca de sua realidade
PDF

Palavras-chave

agroecologia
agricultura familiar
educação do campo
Pedagogia da alternância

Como Citar

Carvalho, M. A. de C., & Reis, A. V. dos R. (2009). Percepção social dos educandos de Escolas Família Agrícola acerca de sua realidade. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/8238

Resumo

A pesquisa foi desenvolvida em duas Escolas Família Agrícola em Itinga (MG), comunidade Jacaré e em Turmalina (MG), na qual investigou-se a percepção dos/as educandos/as em relação a sua realidade. O objetivo geral foi verificar as influencias do modelo educacional das Escolas Família Agrícola (EFA’s) na formação dos/as adolescentes e jovens do campo, a partir da sua percepção social, além disso buscou-se também determinar a contribuição da agroecologia no aprendizado e na permanência do jovem no ambiente rural. Para esse estudo foram utilizadas informações de redações elaboradas pelos/as educandos/as, tendo como sugestão temática a própria agenda escolar utilizada nas EFA’s. Verificou-se que os textos revelaram o imaginário que estes jovens possuem de seus projetos de futuro, a influência das EFAs e a oportunidade de prática da agroecologia no ambiente escolar e familiar. Apoio do CNPq.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.