Quintais agroflorestais em comunidades rurais de Bonito, Pará
PDF

Palavras-chave

Agricultura familiar
espécies agroflorestais
Amazônia Oriental

Como Citar

Rosa, L. dos S., VIEIRA, T. A., & Pires, H. C. G. (2009). Quintais agroflorestais em comunidades rurais de Bonito, Pará. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/8223

Resumo

Este trabalho avalia o perfil dos agricultores familiares, a composição florística, o hábito de crescimento e o uso das espécies vegetais cultivadas nos quintais agroflorestais de Bonito, Pará. O estudo foi realizado com 26 famílias de 12 comunidades. Foram usadas entrevistas estruturadas, observação direta, registro fotográfico e revisão de literatura. Os 26 agricultores apresentavam entre 33 e 75 anos de idade. A faixa de idade entre 50-59 anos foi maior e a menor entre 70-79 anos. O sexo masculino predominou. Foram identificadas 33 famílias botânicas, 49 gêneros e 56 espécies vegetais. Do total, 51.8% são arbóreas, 41.1% são herbáceas e 7.1% são arbustivas. As frutíferas representam mais de 55% das espécies cultivadas. Ao todo, 67.9% são utilizadas na dieta alimentar e 32.1% são medicinais. Estes quintais são manejados com baixo nível tecnológico e envolvem toda família, porém as mulheres são as principais responsáveis pela implantação e manutenção.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.