Morfometria de Cachos, Frutos e Sementes de Attalea maripa (Aubl.) Mart: uma Espécie Nativa da Amazônia Potencial para Produção de Biodiesel
PDF

Palavras-chave

Inajá
Palmeira
Morfometria
Biodiesel.

Como Citar

Rosa; Silva; Pires; Santos, A. K. M. G. M. L. R. H. D. (2009). Morfometria de Cachos, Frutos e Sementes de Attalea maripa (Aubl.) Mart: uma Espécie Nativa da Amazônia Potencial para Produção de Biodiesel. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/8212

Resumo

Este estudo visa caracterizar as árvores matrizes e descrever os aspectos morfométricos de cachos, frutos e sementes de Attalea maripa, oriundas de diferentes procedências, de modo a gerar subsídios para o seu cultivo em sistemas agroflorestais, assim como para o manejo sustentado de suas populações naturais, no universo da agricultura familiar, objetivando a recuperação de áreas degradadas e a produção de óleo para fins industriais, como o biodiesel. Os cachos e frutos utilizados nesta pesquisa foram coletados de árvores matrizes provenientes de regeneração natural na Travessa Cumaru, em Bonito; estrada da BR 422 que interliga Baião-Tucuruí em Baião; vila Traquateua em Bujaru e Mosqueiro pertencente à Belém, todas no estado do Pará. Durante a coleta manual dos cachos foi realizada a caracterização das árvores matrizes. O estudo morfométrico foi desenvolvido no Laboratório de Sementes Florestais da Universidade Federal Rural da Amazônia, em Belém, PA, conforme as recomendações das Regras para Análise de Sementes. Os resultados obtidos permitem concluir que a árvore de inajá apresenta indícios de assincronia na frutificação e floração O cacho apresenta maturação heterogênea. Os frutos e as sementes possuem dimensões variadas. Bonito foi a procedência que apresentou os maiores valores em tamanho e peso de frutos e sementes. Bujaru apresentou os menores valores.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.