Avaliação da Saúde de Cultivos e Qualidade dos Solos no Assentamento Chico Mendes II, Minas Gerais, Brasil
PDF

Palavras-chave

Reforma Agrária
Conservação
Diagnóstico Participativo

Como Citar

COELHO, P. R., MAIA-BARBOSA, P. M., MATTA-MACHADO, R. P., PAIXÃO, L. A. F., & GOMES, L. B. (2009). Avaliação da Saúde de Cultivos e Qualidade dos Solos no Assentamento Chico Mendes II, Minas Gerais, Brasil. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/8180

Resumo

A conversão dos sistemas de cultivo convencionais em agroecológicos é um dos possíveis caminhos que se apresenta aos assentados da reforma agrária. No Assentamento Chico Mendes II, no entorno do Parque Estadual do Rio Doce, para avaliar as técnicas de manejo de cultivo que são utilizadas pelos assentados foram feitos diagnósticos de “Saúde de Cultivos” e de “Qualidade dos Solos” nas áreas de produção de 11assentados. Nos diagnósticos verificou-se que a maioria das famílias utiliza técnicas que visam a conservação do meio ambiente, no entanto, em média, os cultivos apresentaram baixa diversidade de variedades e pouca quantidade de resíduos de culturas anteriores. Acredita-se que com atividades de educação ambiental alguns indicadores ambientais possam ser melhorados tendendo a um sistema de cultivo agroecológico diversificado, o que tornaria os assentados mais independentes de insumos externos.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.