Distribuição Sazonal das Helmintoses Gastrintestinais em Vacas Mestiças (Holandês X Zebu) Criadas em Sistema de Produção Orgânico
PDF

Palavras-chave


gado de leite
nematóides
rodízio de pasto e sazonalidade

Como Citar

DA SILVA, J. B., RANGEL, C. P., SOARES, J. P. G., & DA FONSECA, A. H. (2009). Distribuição Sazonal das Helmintoses Gastrintestinais em Vacas Mestiças (Holandês X Zebu) Criadas em Sistema de Produção Orgânico. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/8160

Resumo

O objetivo do estudo foi conhecer a distribuição sazonal dos nematóides gastrintestinais em vacas leiteiras criados em sistema de manejo orgânico. As coletas foram realizadas de fevereiro de 2007 a janeiro de 2009, no sistema integrado de produção Agroecológica, Embrapa Agrobiologia/UFRRJ. Foram utilizadas 23 vacas mestiças (Holandês x Zebu), naturalmente infectadas e mantidas sob pastejo rotativo. As amostras fecais foram coletadas a cada quinze dias e processadas para a determinação do número de ovos por grama de fezes (OPG) e recuperação das larvas infectantes a partir da coprocultura. O número médio de OPG oscilou de 82,6 em fevereiro/2007 a 500 em outubro/2008 com intensidade de infecção variando de leve a moderada. Foi observada a presença dos gêneros Haemonchus sp. (75%), Trichostrongylus sp. (22%) e Oesophagostomum sp. (3%). Os animais permaneceram infectados durante todo o período do estudo, porém a carga parasitária encontrada não foi capaz de provocar doença clinica.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.