Agricultores Definindo a Sustentabilidade de Agroecossistemas Empregando Indicadores de Solos e Sanidade de Culturas Rápidos e Fáceis
PDF

Palavras-chave

Metodologia participativa
agricultores familiares
monitoramento de agroecossistemas
práticas agroecológicas.

Como Citar

Fernandes, S. G., Machado, C. T. de T., Correia, J. R., Vilela, M. de F., & Fernandes, L. A. (2009). Agricultores Definindo a Sustentabilidade de Agroecossistemas Empregando Indicadores de Solos e Sanidade de Culturas Rápidos e Fáceis. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/8121

Resumo

Este trabalho teve por objetivo aplicar, em sete subsistemas na Comunidade Água Boa 2, em Rio Pardo de Minas (MG), uma metodologia prática e de fácil manipulação por agricultores na avaliação participativa de características indicadoras de qualidade dos solos e de sanidade das culturas. A partir de observações simples feitas a campo notas foram atribuídas aos indicadores, variando entre 1 (nota inferior, situação menos desejável), 5 (nota e situação intermediárias) e 10 (máxima, situação mais desejável) e gráficos em forma de radar ou ameba foram plotados, representando o estado de cada indicador. O diagrama da qualidade do solo evidenciou deficiências na estruturação do solo, na atividade biológica e na retenção de água, enquanto que o gráfico correspondente à sanidade dos cultivos indicou baixo rendimento na produção, pouca diversidade de vegetação e ausência de inimigos naturais, na maioria dos subsistemas avaliados.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.