Redes de Energia e Vegetação
PDF

Palavras-chave

Linhas de Transmissão de energia elétrica
arborização urbana
restauração florestal
espécies nativas regionais de baixo porte

Como Citar

Attanasio, C. M., Miachir, J. I., Vidal, C. Y., Rodrigues, R. R., Gandolfi, S., Nave, A. G., Buzioli, C. R., Tanaka, R. H., Zaneti, B. B., Carboni, M., Piva, J. A., Geraldi, G., & Isernhagen, I. (2009). Redes de Energia e Vegetação. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/8117

Resumo

Esse projeto tem o objetivo de identificar espécies da flora nativa regional, adequadas, principalmente quanto ao porte, tanto para a área urbana, quanto para a rural, que atenda às exigências técnicas de ocupação sob Linhas de Transmissão (LT´s) e de faixas de servidão da CPFL. Dessa forma, propõe-se uma boa convivência da arborização com as redes de energia, gerando uma metodologia que associa redução dos custos de podas e roçadas e a formação de corredores ecológicos na região de Paulínia (SP), a ser divulgada e replicada em outras situações. Foi realizado um levantamento florístico nos fragmentos florestais de Paulínia e consultas à levantamentos realizados na região. De acordo com resultados preliminares, Paulínia possui 116 fragmentos com área acima de 1ha, totalizando 685,45 ha, sendo 12 de Floresta Paludosa, 8 de Cerrado e 96 de Floresta Estacional Semidecidual. Foram identificadas129 espécies nativas regionais de porte adequado para plantio sob linhas de energia.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.