Manejo Florestal Sustentável da Caatinga: Adequação Ambiental e Produção de Energia Agroecológica em Projetos de Assentamento e Propriedades Coletivas do Plano Nacional de Reforma Agrária.
PDF

Palavras-chave

caatinga
desenvolvimento
reforma agrária

Como Citar

FERREIRA DA SILVA, J. . P. (2009). Manejo Florestal Sustentável da Caatinga: Adequação Ambiental e Produção de Energia Agroecológica em Projetos de Assentamento e Propriedades Coletivas do Plano Nacional de Reforma Agrária. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/8086

Resumo

Os números da reforma agrária no Brasil, há alguns anos, vêm crescendo rapidamente e da mesma forma ocorre na região Nordeste. Para o estabelecimento dessas famílias no campo, torna-se necessário o desenvolvimento de práticas sustentáveis, que contribuam para a geração de emprego e renda de acordo com princípios ambientalmente corretos. O Manejo Florestal da Caatinga, nas suas mais variadas formas, apresenta-se como uma alternativa viável e sustentável que assegura, não só a melhoria das questões socioeconômicas, mas promove benefícios ambientais importantes para toda a sociedade. Este trabalho retrata a experiência do manejo florestal desenvolvida em 13 áreas do Plano Nacional de Reforma Agrária localizadas no semi-árido pernambucano. O objetivo do projeto é prover a produção de energia renovável em bases agroecológicas, além de serviços ambientais para a sociedade.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.