Tratamento de Sementes de Cevada com Calor Úmido
PDF

Palavras-chave

Hordeum vulgare L.
tratamento físico
sanidade de sementes
germinação.

Como Citar

Durigon, M. R., Girardi, L. B., Nevis Deconto Weber, M., Mezzomo, R., Lazarotto, M., Blume, E., & Brião Muniz, M. F. (2009). Tratamento de Sementes de Cevada com Calor Úmido. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/8081

Resumo

A cevada é utilizada como ração animal, farinha para alimentação humana, forrageira de inverno e no preparo do malte. Alimentos, consumidos in natura ou não, cada vez mais necessitam ser produzidos de forma mais limpa, buscando viabilizar uma produção socialmente justa, economicamente viável e ecologicamente sustentável. Assim, formas alternativas no controle de doenças são pesquisadas, como por exemplo, o tratamento físico de sementes através do uso da termoterapia via calor úmido. Este trabalho foi conduzido com o objetivo de testar o efeito de quatro tempos de imersão (0, 5, 10 e 15 min) das sementes em água (a 60 oC), sobre a sanidade e germinação das mesmas. Observou-se que os gêneros de fungos presentes nas sementes respondem de forma diferenciada com relação ao aumento do tempo de imersão em água. Aumentando o tempo de imersão, ocorre redução da percentagem de germinação das sementes e aumento da percentagem de sementes mortas.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.