Implantação de Pasto Ecológico em Região de Mata Atlântica – Resultados Preliminares
PDF

Palavras-chave

Agroecologia
implantação de pasto
Mata Atlântica

Como Citar

Lima, J. S., Gamba, J. S., Souza, E. C., & Júnior, A. O. (2009). Implantação de Pasto Ecológico em Região de Mata Atlântica – Resultados Preliminares. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/8034

Resumo

O presente trabalho tem como objetivo relatar os resultados preliminares da implantação de um pasto ecológico em uma região de mata atlântica. Foram utilizadas sementes das gramíneas arenito (Brachiaria humidicola), braquiária (Brachiaria dictyoneura), mudas de arenito e marianinha (Commelina benghalensis) e sementes de estilosante (Stylosantes macrocephala). O plantio foi feito em covas, a lanço e com mudas em áreas roçadas e não roçadas. Não se fez uso do fogo. A adubação foi feita com biofertilizantes líquidos obtidos a partir de esterco de ovinos e bovinos. A gramínea que melhor se desenvolveu foi a arenito, independente do sistema de plantio, enquanto que a braquiária não se desenvolveu bem. A roçagem possivelmente não interferiu no grau de crescimento das mudas. O melhor desempenho foi observado em área de meia sombra. O pasto passou a ser usado após seis meses do plantio. Com isso é possível afirmar que não é necessário se utilizar fogo na implantação de um pasto.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.