Discursos de Sustentabilidade e Preservação: a situação dos pescadores da Lagoa de Sombrio (extremo sul de SC).
PDF

Palavras-chave

Meio Ambiente
Degradação Ambiental
Sustentabilidade
Lagoa de Sombrio.

Como Citar

Silva Lopes, A. R. (2009). Discursos de Sustentabilidade e Preservação: a situação dos pescadores da Lagoa de Sombrio (extremo sul de SC). Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/7975

Resumo

O presente trabalho tem por objetivo analisar o discurso sobre sustentabilidade e preservação dos pescadores entrevistados na produção do documentário “Lagoa de Sombrio: Seu Povo Fala”(2009), de Gustavo Rotta de Camargo. A Lagoa de Sombrio, que já foi a maior lagoa de água doce do estado de SC, perdeu a sua visibilidade frente à população local, a partir da construção da BR-101 em finais da década de 1960 e início de 1970, pois antes da rodovia, era pela lagoa que a população navegava até o porto de Torres-RS. Após a construção, a ligação sinuosa entre Lagoa de Sombrio ao rio Mampituba (divisa entre SC e RS) foi substituída por um canal em linha reta, o que proporcionou o plantio do arroz irrigado nas antigas margens da lagoa. Outro elemento relevante que contribuiu para a deterioração da lagoa é a presença do esgoto cloacal das cinco cidades que costeiam o manancial.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.