Tratamentos Alternativos para o Controle de Patógenos em Sementes de Cedro (Cedrela fissilis)
PDF

Palavras-chave

extratos vegetais
controle biológico
tratamento térmico
sementes florestais

Como Citar

Lazarotto, M., Girardi, L. B., Mezzomo, R., Piveta, G., Brião Muniz, M. F., & Blume, E. (2009). Tratamentos Alternativos para o Controle de Patógenos em Sementes de Cedro (Cedrela fissilis). Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/7964

Resumo

Tratamentos alternativos têm sido buscados para a substituição dos químicos, com a vantagem de haver menor impacto sobre o ambiente e o homem. Assim, o objetivo deste estudo foi testar alguns tratamentos alternativos para o controle de patógenos em sementes de cedro, bem como verificar seus efeitos sobre a germinação. Para cada tratamento, 100 sementes foram utilizadas divididas em quatro repetições. Os tratamentos foram: controle (T1); extrato de boldo-brasileiro – Plectranthus barbatus (T2); extrato de alho – Allium sativum (T3); controle biológico à base de Trichoderma spp. (T4); e água quente (T5). A seguir, realizaram-se teste de germinação e teste de sanidade. Para a germinação, T2, T3 e T5 foram os melhores tratamentos, sendo, portanto, todos recomendáveis. Alguns fungos como Rhizoctonia spp. e Colletotrichum spp. foram erradicados com o uso dos tratamentos. T4 foi o tratamento com menor variedade de fungos, maior percentagem de sementes sadias e não prejudicou a germinação.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.