Desenvolvimento de Plantas de Imbuzeiro (Spondias tuberosa Arruda) na Região Semi-Árida do Nordeste
PDF

Palavras-chave

frutos
seca
janeiro
produção
extrativismo.

Como Citar

Cavalcanti, N. de B., Resende, G. M., & Brito, L. T. L. (2009). Desenvolvimento de Plantas de Imbuzeiro (Spondias tuberosa Arruda) na Região Semi-Árida do Nordeste. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/7897

Resumo

O objetivo deste estudo foi determinar a produção de 66 plantas nativas de imbuzeiro em três comunidades de pequenos agricultores que praticam seu extrativismo nos municípios de Jaguarari (Bahia), Petrolina (Pernambuco) e Paulistana (Piauí). O estudo foi realizado no período de janeiro a março de 2009, época em que ocorre a safra do imbuzeiro na região. Os frutos foram colhidos diariamente após sua queda embaixo da planta. Após a colheita, os frutos foram contados e pesados em cada comunidade. O peso médio foi obtido de uma amostra de 100 frutos retirado de cada planta em uma balança eletrônica portátil com capacidade de 0,0001 a 250 g. O peso total foi obtido de todos os frutos de cada planta, em uma balança eletromecânica com capacidade para 0,005 a 15 kg. Os resultados obtidos mostraram que a quantidade média de frutos variou de 15.131 a 19.297 frutos por planta, com um peso médio dos frutos variando de 433,94 a 557,89 kg em cada planta.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.