Agroecossistemas, Como Estratégia para Práticas Sustentáveis em uma Propriedade no Território Kaimbé, Semi-Árido Baiano
PDF

Palavras-chave

Agricultura orgânica
Permacultura. Indígena

Como Citar

Vasconcelos, S. (2009). Agroecossistemas, Como Estratégia para Práticas Sustentáveis em uma Propriedade no Território Kaimbé, Semi-Árido Baiano. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/7877

Resumo

Os agroecossistemas são espaços de alta diversidade devido à interação entre seres vivos diversos, plantas frutíferas, madeireiras, graniferas, ornamentais, medicinais e forrageiras. Nestes sistemas se viabiliza o uso sustentável dos recursos naturais aliados a uma menor dependência de insumos externos, resultando assim em uma economia local e uma maior segurança alimentar, proporcionando a reflexão critica na transformação do consumo, revendo valores, métodos e objetivos de ações em prol do bem estar coletivo no semi-árido baiano que por muito tempo vem sofrendo com as conseqüências do uso indevido da terra devido as modificações na economia, o que gerou práticas inadequadas na produção agrícola. Neste contexto as referências interdisciplinares em agroecossistemas geram um aprendizado vivenciado na construção de espaços de alta diversidade, possibilitando diálogos transversais na formação do processo ecossociocultural.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.