Avaliação da Decomposição Foliar em Ambientes de Corredeira e Remanso em um Rio de Segunda Ordem
PDF

Palavras-chave

precipitação
leaf pack
fluxo de água

Como Citar

Remor, M. B., Sgarbi, L. F., Sanotos, C., Camara, C. D., & Prestes, T. M. V. (2009). Avaliação da Decomposição Foliar em Ambientes de Corredeira e Remanso em um Rio de Segunda Ordem. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/7850

Resumo

A entrada de matéria orgânica alóctone em trechos sombreados de rios é a principal fonte de energia para esses ecossistemas. Ao entrar no sistema, essa matéria orgânica proveniente das folhas da floresta ripária sofre o processo de decomposição e com isso ocorre a reciclagem dos nutrientes. O presente estudo tem por objetivo avaliar a decomposição foliar em ambientes de corredeira e remanso ao longo do tempo em um riacho de segunda ordem. A avaliação da decomposição dos substratos foi realizada com o auxílio de 60 leaf packs, dos quais trinta foram dispostos em ambientes de remanso e trinta em ambiente de corredeira. Realizaram-se coletas em intervalos de sete, 14, 21, 28, 35 e 42 dias. As folhas foram lavadas, secas em estufa e pesadas em balança de precisão para o cálculo de perda de massa foliar. A decomposição no ambiente de corredeira foi maior que no ambiente de remanso. A precipitação o fator de maior influencia no aumento da taxa de decomposição das folhas.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.