Massagem Uterina e Apresentação de Estro em Bovinos da Raça Nelore
PDF

Palavras-chave

Anestro pós-parto
manipulação uterina e prostaglandina F2α.

Como Citar

MELLO-PEIXOTO, E. C. T. de, DUNKE, L. J., BAIRROS, R. F. de, Magro, R. J., Souza, F. A. A. de, OLIVEIRA, V. de, & SANTOS, J. A. dos. (2009). Massagem Uterina e Apresentação de Estro em Bovinos da Raça Nelore. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/7810

Resumo

A reprodução é identificada como importante fator associado à rentabilidade da pecuária, sendo o longo intervalo de parto o maior obstáculo para atividade. Hormonioterapia difundiu-se como técnica de indução de estro, entretanto, esse procedimento não é permitido em sistemas orgânicos e biológico dinâmicos. Portanto objetivou-se avaliar o efeito da massagem uterina sobre a apresentação do estro em 327 fêmeas Nelore distribuídas em 3 tratamentos. Os animais controle não sofreram nenhum tipo de manipulação, os do segundo grupo controle passaram pelo tronco de contenção, onde permaneceram por dois minutos sem nada sofrer. As fêmeas do tratamento três foram submetidas, durante dois minutos, à massagem uterina via palpação retal. Pesquisou-se a ocorrência de estro durante as 96 horas posteriores à aplicação os tratamentos. A análise dos resultados pelo teste qui-quadrado não demonstrou efeito da massagem uterina sobre a apresentação do estro nas condições avaliadas (P<0,05).
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.