Efeito da cobertura do solo na produtividade da alface
PDF

Palavras-chave


Lactuca sativa L.
cobertura morta
produção orgânica

Como Citar

Moura Filho, E. R., Freire, J. de O., Dantas, M. de M., & Oliveira, H. do V. (2009). Efeito da cobertura do solo na produtividade da alface. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/7756

Resumo

O presente trabalho objetivou avaliar diferentes cobertura do solo no cultivo da alface. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos casualizados sendo cinco tipos de cobertura do solo, palha de carnaúba picada, palha de sorgo picada (Sorghum bicolor), palha de capim elefante picada (Pennisetum purpureum), Mulching de polietileno preto e a testemunha que não foi colocado nenhuma cobertura sobre o solo, com quatro repetições. As coberturas foram adicionadas em suas respectivas parcelas ficando com uma camada de ± 2 cm de espessura. A cultivar de alface utilizada foi a Grand Rapids. A semeadura foi realizada em bandejas de poliestireno expandido contendo 200 células. As mudas foram transplantadas com 20 dias de idade para o campo em canteiros medindo 1,20 m de largura com 20 m de comprimento. A palha de carnaúba, juntamente com o mulching de polietileno foram os tratamentos que apresentaram as maiores produtividades, sendo superior aos demais tratamentos. A palha de carnaúba mostrou-se como uma importante cobertura do solo, principalmente para a região do Vale do Assu, pois nesta área além de existir grande disponibilidade de palha de carnaúba também se concentra grande número de pequenos produtores de alface.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.