Plantio direto orgânico de cebolinha sobre cobertura viva e morta e adubada com composto
PDF

Palavras-chave

Allium fistulosum
agroecologia
preparo do solo
adubação orgânica.

Como Citar

Araújo Neto, S. E. de, Ferreira, R. L. F., Galvão, R. O., Negreiros, J. R. S., & Parmejiani, R. S. (2009). Plantio direto orgânico de cebolinha sobre cobertura viva e morta e adubada com composto. Revista Brasileira De Agroecologia, 4(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/7705

Resumo

O objetivo deste trabalho foi analisar o efeito do plantio direto orgânico de cebolinha com doses anuais de composto sob coberturas viva e morta do solo. Foi utilizado delineamento em blocos casualizados em esquema de parcela subdividida com quatro repetições. As parcelas corresponderam aos sistemas de plantio direto com cobertura viva de Arachis pintoi e resteva natural, plantio direto com palhada de resteva natural e preparo convencional (canteiro e solo descoberto). As subparcelas representavam as doses de composto orgânico 35, 70 e 105 t ha-1 ano-1 base seca. Essas doses foram aplicadas antes do plantio de alface, rabanete, coentro, alface e rúcula, exceto a cebolinha. O preparo do solo nas coberturas vivas foi feito através de roçadeira motorizada e na cobertura morta com enxada manual. O plantio direto na palha proporcionou melhor desempenho agronômico comparado ao plantio convencional e maior efeito residual da adubação orgânica, exigindo menos composto que os demais sistemas.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.