ESTÁGIOS INTERDISCIPLINARES DE VIVÊNCIA(EIV’s): CONTRIBUIÇÃO À MUDANÇA DE PARADIGMA NA AGRICULTURA
PDF

Como Citar

Mengel, A. A., Prado Ribeiro, L., Piccin Dalbianco, V., de Bearzi, I., Nunes Sá Brito, A., & Froehlich, J. M. (2007). ESTÁGIOS INTERDISCIPLINARES DE VIVÊNCIA(EIV’s): CONTRIBUIÇÃO À MUDANÇA DE PARADIGMA NA AGRICULTURA. Revista Brasileira De Agroecologia, 2(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/7178

Resumo

Os currículos dos Cursos de Agronomia no Brasil foram modificados a partir da década 1960, passando a privilegiar uma formação tecnicista em detrimento de uma formação mais humanista, o que correspondia às demandas da Modernização conservadora da agricultura por um perfil profissional apto a difundir pacotes tecnológicos. No sentido de contribuir para uma formação profissional agronômica com maior compromisso social e questionadora do foco produtivista, geralmente presente na formação, a Federação dos Estudantes de Agronomia do Brasil (FEAB) tem proposto a realização dos Estágios Interdisciplinares de Vivência (EIV’s). Tal projeto foi executado através da parceria entre a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS/OMS) e a FEAB-UNE. Através dos relatos dos diversos EIV’s realizados no referido projeto, pretende-se neste trabalho discutir, analisar e problematizar a formação agronômica recebida nas Universidades em relação às reais necessidades dos agricultores familiares do Brasil.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.