Indicadores sociais para a avaliação de agroecossistemas familiares em transição agroecológica
PDF

Como Citar

Corrêa, I. V., Casalinho, H. D., Verona, L. A., & Schwengber, J. E. (2007). Indicadores sociais para a avaliação de agroecossistemas familiares em transição agroecológica. Revista Brasileira De Agroecologia, 2(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/7088

Resumo

Novas formas e estilos de agricultura alicerçadas em princípios ecológicos têm surgido como alternativa às práticas introduzidas pela Revolução Verde. Esses estilos de agricultura necessitam ser avaliados a fim de averiguar se são realmente sustentáveis. Da necessidade de avaliação dos agroecossistemas surgiu a proposta de utilização de indicadores capazes de avaliar a sustentabilidade nas dimensões ambiental, social e econômica. O trabalho seguiu a metodologia proposta pelo MESMIS. Para avaliar a dimensão social da sustentabilidade foram selecionados cinco indicadores com base em cinco propriedades que fizeram parte de um projeto em rede de referência para agricultura de base ecológica na Região Sul do Rio Grande do Sul. Esses indicadores serão agrupados com outros de natureza ambiental e econômica, possibilitando uma avaliação da sustentabilidade em todas as suas dimensões.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.