Diagnóstico participativo da comunidade do Pradinho, norte de Minas Gerais
PDF

Como Citar

Maia, J. T. L. S., Guilherme, D. de O., Fernandes, R. C., Barbosa, F. S., Barreto, S. M. P., Rocha, D. P., Zuba, S. N., & Fernandes, L. A. (2007). Diagnóstico participativo da comunidade do Pradinho, norte de Minas Gerais. Revista Brasileira De Agroecologia, 2(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/6884

Resumo

O modelo de agricultura praticado atualmente é insustentável, gerando a exclusão do agricultor familiar que não dispõe de recursos para se adequar ao mercado. A incorporação de instituições de pesquisa e demais possíveis parceiros pode ajudar o pequeno agricultor a encontrar novas técnicas e métodos, a fim de praticar uma agropecuária mais barata, socialmente justa e que não agrida ao ambiente. O diagnóstico participativo torna-se uma ferramenta indispensável para que se tenha a dimensão dos problemas enfrentados pelas comunidades de forma a solucionar ou amenizar estes entraves. A comunidade de Pradinho, situada na região do Alto Rio Pacuí, em Montes Claros-MG, constitui-se como uma comunidade carente de recursos e parcerias que lhe garantam o sucesso em suas atividades. O objetivo deste trabalho foi a identificação das limitações e potencialidades da agropecuária da região, com o auxílio de um diagnóstico participativo, propondo projetos de pesquisa que integrassem os conhecimentos populares e científicos. Os problemas abordados consistiram na falta de organização rural, aumento no custo de produção e diminuição da vazão do rio que banha a região. Portanto, viabilizou-se a interferência de instituições parceiras que enfocariam um sistema sustentável, proporcionando melhoria na qualidade de vida do produtor rural.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.