COMPOSIÇÃO ESTRUTURAL DE PASTAGENS DE CAPIM-ELEFANTE SUBMETIDAS AO MANEJO AGROECOLÓGICO E CONVENCIONAL
PDF

Como Citar

Hohenreuther, F., Olivo, C. J., Meinerz, G. R., Agnolin, C. A., Vendrame, T., Steinwandter, E., Diehl, M., & Santos, J. (2007). COMPOSIÇÃO ESTRUTURAL DE PASTAGENS DE CAPIM-ELEFANTE SUBMETIDAS AO MANEJO AGROECOLÓGICO E CONVENCIONAL. Revista Brasileira De Agroecologia, 2(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/6862

Resumo

A utilização do capim-elefante (CE) sob pastejo, basicamente é feita sob a estratégia convencional, sendo estabelecido de forma singular. Informações e pesquisas sobre o seu cultivo em pastagens de sistema agroecológico são escassas. Assim o objetivo deste trabalho foi avaliar a composição estrutural do CE em dois sistemas de cultivo, o agroecológico (SA) e o convencional (SC). No SA, o CE foi estabelecido em linhas em linhas com 3m de espaçamento entre elas. No período hibernal, nas entrelinhas, fez-se o estabelecimento do azevém e, durante o período hibernal, permitiu-se o desenvolvimento de espécies de crescimento espontâneo. Para avaliação, foram usadas vacas da raça Holandesa, que receberam baixa complementação alimentar. Avaliaram-se os percentuais de lâminas foliares do capim-elefante, colmo e material morto. O delineamento experimental utilizado foi inteiramente casualizado. Não foram observadas diferenças significativas (P<0,05) entre os tratamentos estudados. Observou-se que os sistemas de produção (convencional ou agroecológico) não afetaram a composição estrutural do CE.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.