Acúmulo de nutrientes e decomposição de resíduos vegetais de leguminosas herbáceas para uso em adubação verde nas várzeas do Tocantins
PDF

Como Citar

Oliveira, F. L., Gosch, M., & Padovan, M. P. (2007). Acúmulo de nutrientes e decomposição de resíduos vegetais de leguminosas herbáceas para uso em adubação verde nas várzeas do Tocantins. Revista Brasileira De Agroecologia, 2(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/6777

Resumo

Um ensaio de campo foi desenvolvido na área experimental da Escola de Canuanã – Fundação Bradesco no município de Formoso do Araguaia/TO, com o objetivo de estudar a produção de biomassa e a decomposição dos resíduos vegetais de espécies de leguminosas que podem ser utilizadas como adubos verdes no Tocantins. O delineamento experimental adotado foi o de blocos ao acaso, com quatro repetições e três tratamentos, sendo estes as espécies de leguminosas: mucuna-preta, mucuna-cinza e lab-lab. Foram avaliados a produção de fitomassa e acúmulo de nutrientes nas partes aéreas das leguminosas, e a decomposição dos resíduos vegetais. As leguminosas apresentaram razoável acúmulo de matéria seca, em torno de 3 t/ha, bom acúmulo de nutrientes em sua massa, com destaque o nitrogênio (90 kg/ha), o potássio (50 kg/ha) e o cálcio (45 kg/ha), sendo liberados em momentos distintos o que permitiria o uso das espécies nos diversos arranjos de manejo da adubação verde, aproveitando as características específicas de cada espécie, quanto ao acúmulo e liberação de nutrientes.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.