EFEITO DE PRODUTOS NATURAIS NA INDUÇÃO DE FITOALEXINAS EM SOJA E NA GERMINAÇÃO DE UREDINIÓSPOROS DE Phakopsora pachyrhizi AGENTE CAUSAL DA FERRUGEM ASIÁTICA.
PDF

Como Citar

Mesquini, R. M., Schwan-Estrada, K. R. F., Bonaldo, S. M., Nascimento, J. F., & Balbi-Peña, M. I. (2007). EFEITO DE PRODUTOS NATURAIS NA INDUÇÃO DE FITOALEXINAS EM SOJA E NA GERMINAÇÃO DE UREDINIÓSPOROS DE Phakopsora pachyrhizi AGENTE CAUSAL DA FERRUGEM ASIÁTICA. Revista Brasileira De Agroecologia, 2(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/6715

Resumo

O uso indiscriminado de agrotóxicos tem causado danos ao meio ambiente e tem favorecido a seleção de raças resistentes de patógenos a estas substâncias químicas. O objetivo deste trabalho foi estudar o potencial de grãos de kefir autoclavado sequencialmente e hidrolato de eucalipto autoclavado ou não na indução de fitoalexinas em soja. Foi estudado também o potencial do extrato bruto (EB) de Eucalyptus citriodora (1%, 5% e 20 %), biomassa cítrica (Ecolife®) (100, 1000 e 5000 ppm), grãos de kefir (20%) autoclavado 60 minutos seqüencialmente e não autoclavado, sobre a germinação de urediniósporos de P. pachyihizi. Para fitoalexinas em cotilédones de soja, o maior acúmulo foi observado no EB de grãos de kefir autoclavado sequencialmente por 20 min, e hidrolato autoclavado. O teste de germinação in vitro, foi realizado em placas de Elisa, com 10 μL da suspensão de 1x105 uredinióporos/mL e 50 μL de cada um dos tratamentos. Todos os produtos testados foram eficientes em relação ao controle (85 a 98 % de inibição). Pode-se inferir que os produtos naturais testados indicam a presença de compostos indutores de fitoalexinas e têm efeito direto na germinação de urediniósporos de P. pachyrhizi tendo então potencial para uso no controle da ferrugem da soja em sistemas agroecológicos.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.