CULTIVO DE HORTALIÇAS COMPANHEIRAS EM SISTEMA AGROECOLÓGICO, PERÍODO PRIMAVERA-VERÃO NA SITUAÇÃO DE AGROECOLÓGICO, PERÍODO PRIMAVERA-VERÃO NA SITUAÇÃO DEAGROECOLÓGICO, PERÍODO PRIMAVERA-VERÃO NA SITUAÇÃO DE URUGUAIANA-RS
PDF

Como Citar

Zanol, S. ; V., Farias, R. de M., Martins, C. R., Rossorolla, M. D., & Pivoto, H. C. (2007). CULTIVO DE HORTALIÇAS COMPANHEIRAS EM SISTEMA AGROECOLÓGICO, PERÍODO PRIMAVERA-VERÃO NA SITUAÇÃO DE AGROECOLÓGICO, PERÍODO PRIMAVERA-VERÃO NA SITUAÇÃO DEAGROECOLÓGICO, PERÍODO PRIMAVERA-VERÃO NA SITUAÇÃO DE URUGUAIANA-RS. Revista Brasileira De Agroecologia, 2(1). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/6602

Resumo

A agroecologia integra princípios agronômicos, ecológicos e socioeconômicos a compreensão e avaliação do efeito tecnológico sobre sistemas agrícolas e a sociedade. Faz-se uso de rotações de cultura, manejo de resíduos, adubação verde e estercos, fertilizantes a base de rochas, mantendo níveis satisfatórios de produtividade, fornecendo nutrientes, controlando insetos, invasoras e outras pragas. O objetivo deste trabalho foi produzir alimentos saudáveis, racionalizando os sistemas de cultivo de hortaliças, através de produção com plantas companheiras. O experimento foi realizado a campo, no período primavera/verão, junto ao Setor de Horticultura da PUCRS – FZVA - Câmpus Uruguaiana. Foram cultivadas hortaliças compostas por alface, rabanete e rúcula em monocultivo e emconsórcio, perfazendo 7 tratamentos em delineamento experimental de blocos casualizados com 4 repetições. As características avaliadas foram produção através de biomassa produzida e índice de uso eficiente da área. Nos tratamentos avaliados conclui-se que as culturas em consórcio apresentaram a mesma produtividade de massa fresca que as solteiras. O IEA das plantas consorciadas apresentaram-se eficientes, indicando que as culturas são adequadas para o consórcio. Palavras chave: agroecologia, consorciação, hortaliças.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são do autor, com direitos de primeira publicação para a revista. Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuito, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.