AGENDA AGROAMBIENTAL: PERSPECTIVAS DA GESTÃO AMBIENTAL NEGOCIADA EM ÁREAS RURAIS

Como Citar

Lopes, S. B. (2006). AGENDA AGROAMBIENTAL: PERSPECTIVAS DA GESTÃO AMBIENTAL NEGOCIADA EM ÁREAS RURAIS. Revista Brasileira De Agroecologia, 1(1). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/6187

Resumo

A necessidade de produção de alimentos e geração de rendas tem levado a uma série de conflitos socioambientais no meio rural brasileiro. Diante da necessidade de seguir produzindo, para alimentar uma população crescente, gerar emprego e renda e conservar os recursos ambientais, o ponto de equilíbrio entre estas variáveis têm de ser encontrado, permitindo compatibilizá-las com equidade no seu cotejamento à sociedade. O trabalho visa contribuir para o fortalecimento dos espaços de gestão ambiental negociada, sistematizando a experiência dos conselhos estaduais e municipais de desenvolvimento e meio ambiente e analisando a forma de construção de alternativas técnicas e institucionais que têm permitido compatibilizar produção e conservação nas áreas rurais no Rio Grande do Sul. Palavras-chave: Gestão Ambiental Negociada, Conflitos Socioambientais.

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são da autoria, com direitos de primeira publicação para a revista. Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.