(RE) ESTRUTURA REGIONAL: A NOVA CONFIGURAÇÃO DO ESPAÇO RURAL GAÚCHO FRENTE AO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL
PDF

Como Citar

Springer, K. S., Soares, E. G., & Costa, R. A. (2006). (RE) ESTRUTURA REGIONAL: A NOVA CONFIGURAÇÃO DO ESPAÇO RURAL GAÚCHO FRENTE AO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL. Revista Brasileira De Agroecologia, 1(1). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/6167

Resumo

O processo de modernização, que se verificou na agricultura brasileira nas últimas décadas, conduziu a uma crise que se manifesta pelas conseqüências ambientais, sociais e econômicas decorrentes do modelo tecnológico adotado. No Rio Grande do Sul, a emergência de um conjunto de experiências alternativas, desde o final dos anos 80 e ao longo da década de 90, tanto por parte de técnicos vinculados ao Estado como de organizações não-governamentais, vem cumprindo um papel fundamental na constatação do modelo hegemônico de agricultura. Face estas transformações, os problemas ambientais tendem a se multiplicar, conseqüentemente, pela busca insaciável do homem em produzir alimentos. Entretanto, essa produção ocorre através da competitividade, a qual se realiza de forma crescente mas sem uma conscientização que faça o homem perceber os danos irreparáveis que ele produz sobre o meio o qual vive. PALAVRAS-CHAVE: Desenvolvimento regional - desenvolvimento sustentável - agricultura familiar.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são do autor, com direitos de primeira publicação para a revista. Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuito, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.