ALTERAÇÕES DAS CARACTERÍSTICAS QUÍMICAS DO SOLO EM FUNÇÃO DA ADIÇÃO DE RESÍDUOS DE LEGUMINOSAS EM SISTEMA DE CULTIVO EM ALÉIAS

Como Citar

Muniz, L. C., Martins, P. A., Araujo, J. C., & Ferraz Júnior, A. S. de L. (2006). ALTERAÇÕES DAS CARACTERÍSTICAS QUÍMICAS DO SOLO EM FUNÇÃO DA ADIÇÃO DE RESÍDUOS DE LEGUMINOSAS EM SISTEMA DE CULTIVO EM ALÉIAS. Revista Brasileira De Agroecologia, 1(1). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/6149

Resumo

O uso de sistema agroflorestais para a produção de resíduos orgânicos “in situ” parece ser uma alternativa promissora para substituir a agricultura de corte e queima, praticada no Maranhão. Este trabalho teve como objetivo analisar os efeitos da adição de biomassa de leguminosas arbóreas nas características químicas de um solo de baixa fertilidade natural. Procedeu-se análises de N, P, K, Ca, Mg, pH, H+Al e matéria orgânica nas camadas de 0 a 5cm nas parcelas de um experimento com as leguminosas inga, leucena, guandu e sombreiro e da testemunha(cultivo sem leguminosa), antes e após a adição da biomassa das leguminosas, em duas ocasiões: período seco e período chuvoso. Os resíduos das leguminosas alteraram os teores de N-total, P-disponível, matéria orgânica e pH, com destaque para a leguminosa sombreiro. Palavras chaves: Leguminosas ; Aléias; Sustentabilidade; Ciclagem de nutrientes.

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são do autor, com direitos de primeira publicação para a revista. Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuito, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.