BIODIVERSIDADE DA MACROFAUNA EM SOLO CULTIVADO COM MILHO EM SISTEMAS DE MANEJO ORGÂNICO E PLANTIO DIRETO

Como Citar

Pezarico, C. R., Lopes, S. de M., Silva, R. F. da, Rangel, M. A. S., & Mercante, F. M. (2006). BIODIVERSIDADE DA MACROFAUNA EM SOLO CULTIVADO COM MILHO EM SISTEMAS DE MANEJO ORGÂNICO E PLANTIO DIRETO. Revista Brasileira De Agroecologia, 1(1). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/6137

Resumo

Alterações na diversidade de espécies e na estrutura da comunidade de organismos do solo interferem diretamente no funcionamento do solo e, conseqüentemente, na sustentabilidade dos agroecossistemas, atuando como um indicador de sua degradação. Tais alterações são ocasionadas, entre outros fatores, pelo tipo de cultura, condições ambientais, interações entre organismos e, principalmente, pelo sistema de cultivo adotado. No presente estudo, foram avaliadas as influências de cultivos de milho em sistema orgânico, com preparo convencional do solo, e em sistema plantio direto (SPD), sobre a diversidade e densidade da macrofauna do solo. A macrofauna do solo foi avaliada pelo método T.S.B.F. (Tropical Soil Biology and Fertility). De modo geral, o sistema plantio direto propiciou uma melhor distribuição dos organismos no perfil do solo, apresentando uma densidade total superior ao sistema orgânico de cultivo. No sistema de cultivo orgânico, não foi detectada a presença de organismos da macrofauna na camada de 20-30 cm de profundidade. Quanto à diversidade entre os grupos da macrofauna do solo, os índices mais elevados foram verificados na camada mais superficial do solo (0-10 cm) em ambos os sistemas de cultivo. Considerando-se a profundidade total avaliada (0-30 cm), verificou-se uma superioridade no índice de diversidade no sistema plantio direto, em comparação ao sistema de cultivo orgânico. Em ambos os sistemas de cultivo, o grupo de Oligochaetas (minhocas) predominou em relação aos demais grupos, compreendendo cerca 70 e 77% nos cultivos de milho em sistema plantio direto e orgânico, respectivamente. Palavras-chave: Macrofauna edáfica, cultivo orgânico, plantio direto, biodiversidade.

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.