CARACTERIZAÇÃO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS DOMICILIARES DO MUNICÍPIO DE PORTO ALEGRE/RS – ANO 2002

Como Citar

Reis, M. F. P., Ellwanger, R. M., Gonçalves Junior, E. N., & Onofrio, E. T. (2006). CARACTERIZAÇÃO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS DOMICILIARES DO MUNICÍPIO DE PORTO ALEGRE/RS – ANO 2002. Revista Brasileira De Agroecologia, 1(1). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/6135

Resumo

A composição gravimétrica dos resíduos sólidos do ponto de vista quali-quantitativo é um dos instrumentos básicos para adequação do sistema de gerenciamento, tais como a coleta, o transporte, o tratamento e a destinação final. O objetivo deste trabalho foi caracterizar os resíduos sólidos domiciliares para o planejamento dos projetos de reaproveitamento de resíduos, principalmente para a reciclagem de resíduos secos (recicláveis), bem como para a produção de composto orgânico. Foram determinadas através de amostragem a densidade e a composição física dos resíduos sólidos domiciliares de Porto Alegre; bem como as características dos resíduos de acordo com as classes sociais (A, B, C e D) e a variação climática (inverno e verão). PALAVRAS CHAVE: reciclagem, caracterização, compostagem.

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são do autor, com direitos de primeira publicação para a revista. Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuito, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.