AVALIAÇÃO DE DIFERENTES MANEJOS NO CONTROLE DE PLANTAS INVASORAS NO CULTIVO DA SOJA ORGÂNICA
PDF

Como Citar

Hauschild, F. E. G., & Jacobi, U. S. (2006). AVALIAÇÃO DE DIFERENTES MANEJOS NO CONTROLE DE PLANTAS INVASORAS NO CULTIVO DA SOJA ORGÂNICA. Revista Brasileira De Agroecologia, 1(1). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/6107

Resumo

Neste trabalho foram avaliados os efeitos dos resíduos de espécies cultivadas de inverno, espaçamento e número de plantas de soja no controle de plantas invasoras. O experimento foi conduzido no Instituto Regional de Desenvolvimento Rural, município de Augusto Pestana, RS. As espécies usadas no plantio de inverno foram: aveia preta, aveia branca cultivar UFRGS 19, centeio cultivar BR 1, azevém, canola cultivar Hyola 420, trigo cultivar CEP 24,cevada cultivar BRS 225 e nabo. A cultivar de soja estudada foi a IAS 5, cultivada sobre os resíduos das culturas de inverno utilizando-se espaçamentos de 20 e 40 cm e número de 20 e 40 plantas por metro linear. A cultura de inverno que obteve a maior produção de massa seca foi aveia preta, tendo seus resíduos apresentado o melhor controle de plantas invasoras. A maior produtividade obtida pela soja foi de 3.152 Kg. ha no espaçamento de 20 cm com 20 plantas por metro linear no resíduo de aveia preta. Os tratamentos com espaçamento de 20 cm com 20 plantas por metro linear diminuíram significativamente a população de plantas invasoras e sua produção de massa seca. Palavras - chave: Glycine max ; espaçamento ; resíduos ; soja orgânica, interferência
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são do autor, com direitos de primeira publicação para a revista. Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuito, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.