ESTUDO E AVALIAÇÃO DA VULNERABILIDADE DAS ÁGUAS SUBTERRÂNEAS NO MUNICÍPIO DE NÃO-ME-TOQUE-RS

Como Citar

Conrad, C. G., Paulus, D., Paulus, E., Passos, V. F. dos, & Silva, J. L. S. da. (2006). ESTUDO E AVALIAÇÃO DA VULNERABILIDADE DAS ÁGUAS SUBTERRÂNEAS NO MUNICÍPIO DE NÃO-ME-TOQUE-RS. Revista Brasileira De Agroecologia, 1(1). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/6037

Resumo

A água é um elemento natural essencial à vida no planeta, mas é utilizada também como insumo básico da imensa maioria das atividades econômicas. É encontrada na natureza em quantidades que variam aleatoriamente, no tempo e no espaço, sendo também extremamente vulnerável à degradação qualitativa. Por ser uma substância fluida, o uso da água em um local afeta não apenas os demais usuários neste mesmo local, mas também aqueles situados ao longo da direção de fluxo. Além disso, é crescente hoje, em nível mundial, o fenômeno de escassez dos recursos hídricos, fato que também vem ocorrendo no Rio Grande do Sul, onde em determinadas regiões a situação já é alarmante. Nesse sentido, este trabalho tem por objetivo o estudo e a avaliação da vulnerabilidade natural vulneráveis a contaminantes em águas subterrâneas da província Hidrogeológica do Paraná, levando-se em conta o Nível Estático do Aqüífero, o meio Aqüífero e os tipos Litológicos na avaliação do Índice de Vulnerabilidade. O local-alvo de estudo é o Município de Não-Me-Toque, Rio Grande do Sul localizado entre as coordenadas geográficas 52º44’20” e 53º00’00” Long. Oeste e 28º20’ 46” e 28º32’18” Lat. Sul. Os dados foram obtidos do SIAGAS - Sistema de Informações de Águas Subterrâneas na página eletrônica. Os programas de computador utilizados foram Microsoft Excel XP, CR TP0 6 e Surfer 6.02. A geração do cartograma facilitou a identificação das áreas mais susceptíveis à contaminação, isto é, a área com a cor mais intensa representada no mapa do Índice de Vulnerabilidade. Desta forma esse estudo contribuiu para o planejamento do uso do solo e propondo as áreas mais adequadas para a instalação de aterros sanitários e dos recursos hídricos subterrâneos, a instalação de postos de combustíveis, de lava jatos e de áreas industriais. Palavras Chave: Vulnerabilidade de Área, Águas Subterrâneas, Poços Tubulares

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são do autor, com direitos de primeira publicação para a revista. Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuito, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.