MANEJO ECOLÓGICO DE DOENÇAS DO FEIJOEIRO

Como Citar

Medeiros, L. A., Wordell Filho, J., & Boff, P. (2006). MANEJO ECOLÓGICO DE DOENÇAS DO FEIJOEIRO. Revista Brasileira De Agroecologia, 1(1). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/6029

Resumo

O feijoeiro comum é parte da subsistência e economia familiar da maioria das propriedades rurais catarinense. Este trabalho teve o objetivo de avaliar a eficácia de preparados homeopáticos e biodinâmicos e o uso de variedades com produção local de sementes, no manejo de doenças a campo. Dois experimentos foram conduzidos na Estação Experimental da Epagri, Ituporanga, SC, um no período safrinha e outro no período safra. Dados de produtividade mostraram alta variabilidade entre parcelas. Entretanto, foi possível obter correlações significativas do peso de grão com redução de severidade da mancha-angular no cultivo safrinha, sendo calda bordalesa, a 0,1%, e preparado biodinâmico 501, a 10 ppm, os melhores tratamentos. Pérola destacou-se significativamente das variedades FT-Nobre e Vagem Branca, com menores índices de antracnose, no período de cultivo safra. PALAVRAS-CHAVE: homeopatia, preparados biodinâmicos, variedades.

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.