PROGRAMA DE APOIO A PROCESSOS PARTICIPATIVOS DE DESENVOLVIMENTO LOCAL E REGIONAL - PAPEL
PDF

Como Citar

Domingues, C. R., Arns, C. E., Rover, O. J., Abreu, L. D., & Fogolari, H. (2006). PROGRAMA DE APOIO A PROCESSOS PARTICIPATIVOS DE DESENVOLVIMENTO LOCAL E REGIONAL - PAPEL. Revista Brasileira De Agroecologia, 1(1). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/6015

Resumo

A partir de março de 2002, os municípios de Irati, Formosa do Sul, Santiago do Sul, Quilombo, Planalto Alegre, Caxambu do Sul e Guatambu, iniciaram um processo de implementação do PMDLIS (Programa Municipal de Desenvolvimento Local, Integrado e Sustentável) que culminou na elaboração dos Planos Estratégicos Participativo (PEP) e tiveram como instituição capacitadora a UNOCHAPECÓ (Universidade Comunitária Regional de Chapecó). Tal processo, entre os seus objetivos, em primeiro lugar, visava corresponder às exigências dos programas sociais do Governo Federal, ou seja, uma vez que os municípios apresentassem um plano de desenvolvimento local, teriam uma redução no percentual de contrapartida financeira de suas prefeituras a esses programas; em segundo lugar, o processo também visava atender aos anseios das próprias comunidades por definirem prioridades estratégicas e ações concretas que fizessem o enfrentamento ao processo de empobrecimento e exclusão social aos quais se viam progressivamente submetidas, conseqüência de elementos estruturais (e conjunturais) já exaustivamente identificados na história da sociedade brasileira e também do Oeste de Santa Catarina, em especial, vinculados ao meio rural dos pequenos agricultores.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são da autoria, com direitos de primeira publicação para a revista. Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.