ANÁLISE AMBIENTAL DAS MICROBACIAS HIDROGRÁFICAS DOS ARROIOS DA FAZENDA E COLÔNIA PENNA, RS
PDF

Como Citar

Conterato, A. L., Souza, B. S., Martinez, M., Lunardi, M., Hoffmann, N. C., & Carvalho, M. (2006). ANÁLISE AMBIENTAL DAS MICROBACIAS HIDROGRÁFICAS DOS ARROIOS DA FAZENDA E COLÔNIA PENNA, RS. Revista Brasileira De Agroecologia, 1(1). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/5979

Resumo

A degradação dos recursos naturais, atinge, hoje, níveis críticos que se refletem na deterioração física dos ecossistemas. Dentro desta perspectiva, partiu-se para o estudo conservacionista dos elementos paisagísticos das Mbh dos Arroios da Fazenda e Colônia Penna na região central do RS. A primeira Mbh está situada no distrito de Val de Serra, entre as coordenadas geográficas 28°25’28” a 29°28’25” de Latitude Sul e 53°32’07” a 53°34’15” de Longitude Oeste, na área de Rebordo do Planalto da Bacia do Paraná. A segunda Mbh está situada no Distrito de Santa Flora, entre as coordenadas geográficas 28°57’18” a 29°57’18” de Latitude Sul e 53°15’23” a 54º02’18” de Longitude Oeste, integrando a Depressão Periférica Sul Riograndense. Através da interpretação das imagens do LANDSAT 5 TM e a elaboração das Cartas Temáticas (clinográficas e do uso da terra), com base na metodologia estabelecida por DE BIASI (1970) e LOCH (1989), avaliou-se as condições ambientais. Dentro desta metodologia de pesquisa, os índices máximos de declividade (30 a 47%) do terreno na Mbh da Fazenda representam uma quantidade de área expressiva 554,13 ha. Já a área de solos expostos nesta Mbh é de 109,75 ha, o que requer cuidados durante a sua utilização, considerando-se o alto índice de declividade nas encostas. Entretanto a remoção continuada da mata ciliar na Mbh da Colônia Penna, pode modificar o trabalho hidrogeológico do sistema fluvial. Palavras Chave: meio ambiente - microbacia hidrográfica - ecossistemas locais.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.