IMPACTO DE Ageniaspis citricola SOBRE PARASITÓIDES NATIVOS DE Phyllocnistis citrella EM BERGAMOTEIRAS MANTIDAS NUM SISTEMA ORGÂNICO EM MONTENEGRO, RS.
PDF

Como Citar

Mundstock-Jahnke, S., Redaelli, L. R., Diefenbach, L. M. G., & Dal Soglio, F. (2006). IMPACTO DE Ageniaspis citricola SOBRE PARASITÓIDES NATIVOS DE Phyllocnistis citrella EM BERGAMOTEIRAS MANTIDAS NUM SISTEMA ORGÂNICO EM MONTENEGRO, RS. Revista Brasileira De Agroecologia, 1(1). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/5951

Resumo

O trabalho objetivou investigar o parasitismo em Phyllocnistis citrella (Gracillariidae) por agentes nativos antes e após o estabelecimento do parasitóide exótico Ageniaspis citricola (Encyrtidae) em um pomar de citros em Montenegro, RS. Em amostragens quinzenais de junho de 2001 a junho de 2003, todos os brotos de plantas sorteadas eram inspecionados, as folhas com pupas P. citrella coletadas e acondicionadas individualmente em placas de Petri até a emergência dos adultos ou dos parasitóides. No primeiro ano de amostragem as espécies de parasitóides nativos compunham 96% e A. citricola, apenas 4%. No segundo ano, A. citricola apresentou uma freqüência relativa de 82%, enquanto os outros parasitóides, 18%. Houve um acréscimo no parasitismo total do primeiro (25,9%) para o segundo ano (35,7%). Mais dados deverão ser levantados para avaliar o impacto de A. citricola ao longo dos anos, no complexo de inimigos naturais nativos. PALAVRAS-CHAVE: larva-minadora-dos-citros, parasitóides, controle biológico
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são do autor, com direitos de primeira publicação para a revista. Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuito, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.