EDUCAÇÃO AMBIENTAL E TURISMO RURAL NA UNIDADE DE PRODUÇÃO AGROECOLÓGICA: NOVAS OPORTUNIDADES DE MERCADO

Como Citar

Pereira, J. A. R., & Almeida, M. M. T. B. (2006). EDUCAÇÃO AMBIENTAL E TURISMO RURAL NA UNIDADE DE PRODUÇÃO AGROECOLÓGICA: NOVAS OPORTUNIDADES DE MERCADO. Revista Brasileira De Agroecologia, 1(1). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/5928

Resumo

A atividade não-agrícola é uma estratégia capaz de melhorar o nível de qualidade de vida no campo e retomar a idéia do desenvolvimento rural. Por outro lado, a crescente preocupação mundial com a questão ambiental e o aumento no número de pessoas que desejam realizar atividades junto à natureza favorecem a criação de programas de turismo rural e de educação ambiental em unidades de produção agroecológicas, desde que bem construídos. Criando mercados locais e diferenciados, o agro-ecoturismo estimula a consciência ambiental, a inclusão social e o desenvolvimento local, elevando a renda no meio rural e preservando a natureza. Palavras-chave: atividade não-agrícola, agro-ecoturismo, desenvolvimento rural.

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são do autor, com direitos de primeira publicação para a revista. Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuito, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.