CONTEÚDO DE MACRONUTRIENTES E RESPOSTAS AGRONÔMICAS DE ALFACE CULTIVADA EM AMBIENTE PROTEGIDO SOB ADUBAÇÃO ORGÂNICA.
PDF

Como Citar

Souza, L. M. de, Castilhos, D. D., Morseli, T. B. G. A., Canton, D. D., Hartwig, M., Quadro, M. S., & Santos, N. M. L. dos. (2006). CONTEÚDO DE MACRONUTRIENTES E RESPOSTAS AGRONÔMICAS DE ALFACE CULTIVADA EM AMBIENTE PROTEGIDO SOB ADUBAÇÃO ORGÂNICA. Revista Brasileira De Agroecologia, 1(1). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/5912

Resumo

O experimento foi conduzido em casa de vegetação da FAEM (Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel - UFPel) com o objetivo de determinar o conteúdo de macronutrientes e avaliar as respostas agronômicas da alface (cv. Regina) cultivada em um solo adubado com diferentes vermicompostos. As plantas foram conduzidas individualmente em vasos com capacidade de 6 kg de TFSA com os seguintes tratamentos: vermicomposto de codorna, bovino, eqüino, suíno, ovino, borra-de-café e erva-mate, adubação química e testemunha. As doses de NPK, calcário e vermicompostos nos tratamentos foram determinadas após análise química do solo e dos vermicompostos, utilizando os índices de eficiência recomendados pela Comissão de Fertilidade do Solo - RS/SC (1995), para atender a necessidade de N da cultura. Concluiu-se que os tratamentos contendo vermicomposto eqüino, suíno e ovino proporcionaram os maiores teores de N, P e K, respectivamente. As maiores fitomassa fresca, fitomassa seca, diâmetro da planta, número de folhas e área foliar foram alcançados com o tratamento contendo vermicomposto suíno. Palavras chave: Lactuca sativa L. “Regina”, vermicompostos.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são do autor, com direitos de primeira publicação para a revista. Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuito, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.