UM MODELO DE GESTÃO AUTO-SUSTENTÁVEL NA AMAZÔNIA: A PRÁTICA DA ECONOMIA SOLIDÁRIA

Como Citar

Jesus, C. P. de, & Jesus, E. L. de. (2006). UM MODELO DE GESTÃO AUTO-SUSTENTÁVEL NA AMAZÔNIA: A PRÁTICA DA ECONOMIA SOLIDÁRIA. Revista Brasileira De Agroecologia, 1(1). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/5905

Resumo

O presente trabalho teve o propósito de fomentar uma discussão a respeito de uma experiência de gestão auto-sustentável na Amazônia. A importância deste estudo se justifica pela ousadia de 34 famílias de trabalhadores rurais que estrategicamente se organizaram e fundaram a ASCOPE – Associação de Desenvolvimento Comunitário dos Produtores do Paraná da Eva – em Itacoatiara-AM, com o propósito de produzir, trabalhar coletivamente e comercializar seus produtos agregando valor e renda. Essa experiência é fruto de uma nova compreensão de ser humano, natureza e sociedade tecida por uma nova racionalidade, onde cada um é responsável por si e pelo outro, aumentando assim a sustentabilidade do planeta a partir das pequenas e significativas ações. Palavras chave: economia solidária, gestão, participação e sustentabilidade.

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são do autor, com direitos de primeira publicação para a revista. Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuito, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.