AVALIAÇÃO DO IMPACTO DA ATIVIDADE AGROPECUÁRIA NAS FORMAÇÕES DE PALMARES NO MUNICÍPIO DE SANTA VITÓRIA DO PALMAR-RS

Como Citar

Nicola, L. B., Andrades, R. G., Gomes, S. A., & Nicola, M. P. (2006). AVALIAÇÃO DO IMPACTO DA ATIVIDADE AGROPECUÁRIA NAS FORMAÇÕES DE PALMARES NO MUNICÍPIO DE SANTA VITÓRIA DO PALMAR-RS. Revista Brasileira De Agroecologia, 1(1). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/5880

Resumo

No município de Santa Vitória do Palmar existem palmares, formados quase que exclusivamente pela palmeira Butia capitata. Nos últimos quarenta anos, a implantação de lavouras de arroz trouxe um crescimento econômico considerável ao município, mas ao mesmo tempo, prejuízo a renovação natural das palmas. O presente trabalho teve como objetivo investigar a atual situação dos palmares neste município e a ocorrência de regeneração natural. O estudo foi conduzido em duas áreas, representativas do universo ambiental da região. Cada área foi dividida em unidades de 25 x 50 m, perfazendo uma área de 6,62 ha. Foram amostradas todas as palmeiras com circunferência altura do peito (CAP), e registrados os seguintes dados: Densidade, Altura, Diâmetro e Descrição Fisionômica. Na área 01, o total foi de 53 indivíduos adultos e 2 plântulas. Na área 02 o total foi de 82 indivíduos adultos e 48 plântulas. O trabalho evidenciou que os palmares, nas áreas originais, onde hoje se pratica a orizicultura, constituem uma população adulta em estado avançado de idade, sem renovação. Esse quadro caracteriza um processo intensificado de degradação. Palavras-Chave: palmares - lavouras de arroz - regeneração - degradação

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são do autor, com direitos de primeira publicação para a revista. Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuito, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.