CAFÉ COM FLORESTA: INTERLIGANADO A PAISAGEM FRAGMENTADA NO PONTAL DO PARANAPANEMA - SP
PDF

Como Citar

Lima, J. F., Cullen Jr, L., Gomes, H. B., Rodello, C. M., & Beltrame, T. P. (2006). CAFÉ COM FLORESTA: INTERLIGANADO A PAISAGEM FRAGMENTADA NO PONTAL DO PARANAPANEMA - SP. Revista Brasileira De Agroecologia, 1(1). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/5863

Resumo

Devido uma ocupação sem critérios, o Pontal do Paranapanema sofreu drástica redução em sua cobertura florestal, restando hoje apenas 1,85% da cobertura original. A maior parte do que resta é o Parque Estadual do Morro do Diabo (37.000ha) e alguns fragmentos em fazendas e assentamentos. Hoje o cenário comum na paisagem do Pontal, são assentamentos rurais no entorno das últimas ilhas de biodiversidade da Mata Atlântica. Essa condição desafia-nos na arte emergencial que é a de desenhar e adaptar novos modelos de desenvolvimento que tragam um mínimo de sustentabilidade para a agricultura familiar na região. Este trabalho descreve uma experiência no Pontal do Paranapanema que está implantando ilhas de agrobiodiversidade como corredores ecológicos, sendo o café (Coffea arabica) sombreado e orgânico, a commoditie principal do sistema e o elemento de alavancagem para a disseminação de uma cultura agroecológica de forma paralela ao avanço da reforma agrária na região do Pontal. PALAVRAS CHAVE: Restauração de paisagens fragmentadas, sustentabilidade, biodiversidade, agricultura familiar, sistemas agroflorestais
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são do autor, com direitos de primeira publicação para a revista. Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuito, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.