CULTIVO ORGÂNICO DE PLANTAS MEDICINAIS DA FAMÍLIA LABIATAE ( LAMIACEAE ) SOB TELADO NA ESTAÇÃO EXPERIMENTAL DE SEROPÉDICA DA PESAGRO-RIO.

Como Citar

Azevedo, C. D., Inocencio, B. F., Santos, G. B. R., & Marques, P. R. S. (2006). CULTIVO ORGÂNICO DE PLANTAS MEDICINAIS DA FAMÍLIA LABIATAE ( LAMIACEAE ) SOB TELADO NA ESTAÇÃO EXPERIMENTAL DE SEROPÉDICA DA PESAGRO-RIO. Revista Brasileira De Agroecologia, 1(1). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/5848

Resumo

Um das formas de efetuar o controle de qualidade dos produtos usados pela população é assegurar o plantio correto e para isso só devem ser plantadas em hortas caseiras ou comunitárias as espécies de plantas devidamente identificadas e que tenham respaldo científico. O processo de seleção de plantas medicinais é feito aliando-se o trabalho de revisão bibliográfica com a determinação de quais espécies existem na região ou são agronomicamente compatíveis com as condições ecológicas. Permitindo, ainda, o fornecimento de material autêntico para o posterior desenvolvimento de estudos das plantas medicinais regionais ( Harri, 2002). O Banco está localizado no estado do Rio de Janeiro, no município de Seropédica dentro da Estação Experimental de Seropédica ( EES ) da Pesquisa Agropecuária ( Pesagro-Rio). Contém uma parte telada com sombrite preto, com cerca de 60 espécies. Sendo 16 espécies da famílias Labiatae (Lamiaceae) cultivadas em sistema orgânico nas condições de campo e irrigadas automaticamente com microaspersor. Palavras chaves: Plantas Medicinais, Agricultura orgânica, Fitoterapia e Família Labiatae.

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são do autor, com direitos de primeira publicação para a revista. Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuito, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.