O CAMBUÍ (Myrciaria tenella (DC.) O. BERG; MYRTACEAE): EXTRATIVISMO E GERAÇÃO DE RENDA EM RIBEIRA DO POMBAL-BAHIA
PDF

Como Citar

GAMA, D. C., JESUS, J. B. D., OLIVEIRA, F. F. D., NASCIMENTO JÚNIOR, J. M. D., & GOMES, L. J. (2017). O CAMBUÍ (Myrciaria tenella (DC.) O. BERG; MYRTACEAE): EXTRATIVISMO E GERAÇÃO DE RENDA EM RIBEIRA DO POMBAL-BAHIA. Revista Brasileira De Agroecologia, 12(1). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/20753

Resumo

O extrativismo vegetal é uma prática comumente observada nas regiões onde há a presença de espécies de interesse para a população, apresentando importante caráter socioeconômico para as famílias tradicionais. Sendo assim, o presente estudo objetivou caracterizar o extrativismo do cambuí no município de Ribeira do Pombal, Bahia, avaliando o seu potencial de geração de renda, com vistas a subsidiar possíveis propostas de conservação da espécie e implementação no seu extrativismo na região estudada. O trabalho foi realizado entre dezembro de 2014 a janeiro de 2015, com a aplicação de questionários estruturados e semiestruturados, em povoados do município de Ribeira do Pombal, incluindo também a feira livre do município, com os questionamentos referentes à safra 2014, com enfoque na produção, forma de comercialização, preço praticado, tecnologias sociais utilizadas e conhecimentos etnobotânicos relacionados a extrativismo do cambuí em remanescente de vegetação de caatinga. O extrativismo é uma forma de complementação da renda para a população do município e região, com ganhos de R$ 900,00 em média por família/safra.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são do autor, com direitos de primeira publicação para a revista. Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuito, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.