Extratos de inhame (Dioscorea rotundata Poirr.) e de mastruz (Chenopodium ambrosioides L.) na mortalidade de Ascia monustes orseis (Godart, 1818) (Lepidoptera: Pieridae) em couve
PDF

Palavras-chave

curuquerê-da-couve
controle alternativo
inseticida botânico.

Como Citar

Gomes Junior, R. N., Trindade, R. C. P., Duarte, A. G., Sousa, R. da S., & Sabino, A. R. (2017). Extratos de inhame (Dioscorea rotundata Poirr.) e de mastruz (Chenopodium ambrosioides L.) na mortalidade de Ascia monustes orseis (Godart, 1818) (Lepidoptera: Pieridae) em couve. Revista Brasileira De Agroecologia, 12(2). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/20459

Resumo

Diante da grande importância que a Ascia monuste orseis apresenta como inseto-praga das brassicáceas, objetivou-se com este trabalho avaliar, em condições de laboratório, a ação inseticida do extrato etanólico de folhas e ramos de inhame (Dioscorea rotundata) e do extrato aquoso de mastruz (Chenopodium ambrosioides) sobre sua mortalidade. Com isso, testaram-se diferentes concentrações do extrato etanólico de inhame (1,25; 2,5 e 5,0%) e do extrato aquoso de mastruz (5,0 e 10,0%) mais a testemunha (água destilada). Após serem oferecidas porções de folhas de couve tratadas com os diferentes tratamentos, avaliou-se a mortalidade das lagartas a cada dois dias até a fase pupal. Com os resultados, verificou-se que o extrato etanólico de inhame apresentou alta toxicidade a A. monuste orseis, pois mesmo na menor concentração (1,25%) apresentou mortalidade de 92,0%. Já para o extrato aquoso de mastruz nas duas concentrações, a mortalidade foi de 75,0%. Portanto, ficou comprovada a potencialidade do extrato de inhame e de mastruz no controle do curuquerê-da-couve, podendo tornar-se uma eficiente técnica de controle em substituição aos inseticidas químicos.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são do autor, com direitos de primeira publicação para a revista. Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuito, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.