Sistemas agroflorestais comerciais em áreas de agricultores familiares no município de altamira, pará
PDF

Palavras-chave

Agricultura familiar
agroecossistemas
espécies de interesse

Como Citar

Ferreira, D. C., Pompeu, G. do S. dos S., Fonseca, J. R., & Santos, J. C. dos. (2015). Sistemas agroflorestais comerciais em áreas de agricultores familiares no município de altamira, pará. Revista Brasileira De Agroecologia, 9(3). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/15493

Resumo

O objetivo deste estudo foi caracterizar os sistemas agroflorestais comerciais adotados por agricultores familiares no município de Altamira, Pará. Utilizou-se a abordagem participativa e multidisciplinar e empregou-se ferramentas do Diagnóstico Rural Participativo e Diagnóstico Rural Rápido. Os dados foram analisados pela estatística descritiva e programa Bio estat 5.0. Os sistemas são compostos por espécies frutíferas e essências florestais. As espécies Khaya senegalensis DESR (A. Juss), Copaiba sp, Carapa guianensis Aubl., Bertolletia excelsa Mart. e Euterpe oleraceae Mart. foram as de maior interesse para os agricultores. Os SAF, em sua maioria, são estabelecidos e manejados de forma tradicional e grande parte das atividades é executada de forma manual. A ausência de financiamento e a carência de assistência técnica são as principais limitações para o bom desempenho dos sistemas. O aumento da produção e dos preços dos produtos são as principais aspirações dos agricultores.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são dos autores, com direitos de primeira publicação para a revista.

Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.