Qualidade de compostos orgânicos preparados com diferentes proporções de ramos de gliricídia (Gliricidia sepium)
PDF

Palavras-chave

biomassa vegetal
leguminosa
macronutrientes
matéria orgânica
relação C/N

Como Citar

da Silva, V. M., Ribeiro, P. H., Teixeira, A. F. R., & de Souza, J. L. (2013). Qualidade de compostos orgânicos preparados com diferentes proporções de ramos de gliricídia (Gliricidia sepium). Revista Brasileira De Agroecologia, 8(1). Recuperado de https://revistas.aba-agroecologia.org.br/rbagroecologia/article/view/12891

Resumo

O objetivo do presente trabalho foi avaliar a qualidade de compostos orgânicos produzidos com diferentes proporções de ramos triturados de gliricídia e capim elefante. O delineamento experimental utilizado foi inteiramente casualizado, com três repetições. Foram avaliados cinco tratamentos, definidos por cinco proporções de biomassa de gliricídia, misturadas com capim elefante (10, 20, 30, 40 e 50%). Foram avaliados: carbono orgânico, relação C/N, pH, N, P, K, Ca, Mg e S. O aumento das proporções de gliricídia aumentou de forma linear o teor de matéria orgânica, nitrogênio, enxofre, cálcio e magnésio. Entretanto, houve redução linear do pH, possivelmente devido ao favorecimento do processo de nitrificação que libera H+ no meio. Os teores de P e K não foram alterados pelas proporções de misturas de gliricídia e capim elefante. O estudo indica que a gliricídia é uma alternativa para substituir ou reduzir a utilização do esterco na compostagem orgânica.
PDF

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são da autoria, com direitos de primeira publicação para a revista. Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuita, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.