O CONHECIMENTO ECOLÓGICO TRADICIONAL NA FORMAÇÃO DE OUTROS MUNDOS POSSÍVEIS
PDF

Palavras-chave

perspectivismo
povos e comunidades tradicionais
normalidade
covid19

Como Citar

tomchinsky, bernardo, & Guimarães, E. dos S. (2020). O CONHECIMENTO ECOLÓGICO TRADICIONAL NA FORMAÇÃO DE OUTROS MUNDOS POSSÍVEIS. Revista Brasileira De Agroecologia, 15(4), 12. https://doi.org/10.33240/rba.v15i4.23355

Resumo

No cenário de reclusão ocasionada pelo surto de Covid-19, a partir de trabalhos selecionados, e como referêncial principal perspectivas e cosmologias não eurocêntricas, são discutidos neste texto a nossa condição humana, a indissociabilidade entre cultura e ambiente, a relação dos humanos com patógenos, como nossa sociedade promove estas crises sanitárias e como os povos e comunidades tradicionais são afetados nesse processo. Por fim, é discutido como o conhecimento ecológico tradicional, relacionado a esses povos e comunidades tradicionais, possibilitam a existência de outros mundos e emerge como uma das principais alternativas para a resolução dos desafios complexos que estamos vivenciando.

https://doi.org/10.33240/rba.v15i4.23355
PDF

Referências

ACOSTA, A. O bem viver: uma oportunidade para imaginar outros mundos. São Paulo: Editora elefante, 2016. 258 p.
ALBERT, B. A fumaça do metal: história e representações do contato entre os yanomami. Anuário antropológico, v.14, n.1, p. 151-189, 1992.
APIB. Quarentena indígena. Associação dos Povos Indígenas do Brasil. Disponível em <http://emergenciaindigena.apib.info/>. Acesso em 26/jun/2020.
BAHIA, C.J.A, TOLEDO, C.M.Q, TOLEDO, F.E.C. Pacha mama: la madre tierra e a ressignificação da tutela da dignidade humana em face do novo constitucionalismo da América Latina. Revista Direitos Cultural, v.13, n.31, p.127-151, 2018.
BALÉE, W. Advances in historical ecology. Oikos: historical ecology series. New York: Columbia University Press. 1998. 415 p.
BALÉÉ, W. Footprints of the forest. Kaápor ethnobotany – the historical ecology of plants utilization by and Amazonian people. New York: Columbia university Press. 1994. 396 p.
BAUMAN, Z. Modernidade líquida. São Paulo: Jorge Zahar, 2001. 280 p.
BEGOSSI, A. Ecologia humana: um enfoque das relações homem-ambiente. Interciência, v.18, n.3, p: 131-132, 1993.
CAPRA, F. O tao da física – um paralelo entre a física moderna e o misticismo oriental. 2a ed., São Paulo, Cultrix, 1983. 274 p.
CASSEB, A.R.; CASSBE, L.M.C.; SILVA, S.P.; VASCONCELOS, P.F.C. Arbovírus: importante zoonose na Amazônia brasileira. Veterinaria e Zootenica, v. 20, n.2, p: 9-21, 2013.
CASTRO J. Geopolítica da fome. Rio de Janeiro: Casa do Estudante do Brasil, 1951. 288 p.
CASTRO, E.V. Os pronomes cosmológicos e o perspectivsmo ameríndio. Maná, v.2, n.2, p. 115-144, 1996.
CAVALCANTI,, A.B.; ZAMPIERI, F.G.; ROSA, R.G. et al. Hydroxychloroquine with or withour Azitrhromycin in Mild-to-Moderate Covid-19. The New England Journal of Medicine. doi. 10.1056/NEJMoa2019014, p. 1-12, 2020.
CHENG, V.C.C., LAU, S.K.P; WOO, P.C.Y., YUEN, K.Y. Severe acute respiratory syndrome coronavirus as an agent of emerging and emerging infection. Clinical microbiology reviews, v. 20, n.4, p: 660-694: 2007.
CHOMSKY, N.; FOUCAULT, M. A natureza humana justice vs. poder – o debate. São Paulo: Martins Fontes. 2013. 104 p.
CIMI. Nota de repúdio á postura preconceituosa do ministro da educação, abraham Weintrau. Conselho Indigenista Missionário. Disponível em <https://cimi.org.br/2020/05/nota-repudio-postura-preconceituosa-ministro-abraham-weintraub/>, acesso em 15 de jul de 2020.
DIAMOND, J. Armas, germes e aço, como as sociedades escolhem o fracasso ou o sucesso. Rio de Janeiro: Record, 1998. 310 p.
DIAMOND, J. O Terceiro Chimpanzé - A Evolução e o Futuro do Animal Humano. Rio de Janeiro: Record. 1991. 430 p.
DIEGUES, A.C. O mito moderno da natureza intocada. Sao Paulo: HUCITEC, 1996. 190 p.
FAO. World livestock 2013 changing disease landscapes. Food and Agriculture Organization. Roma: FAO, 2013. 130 p.
FERNANDES, S. Conheça dez rios em terras indígenas onde Mourão não se banharia: estão contaminado. De olho nos ruralista (15/07/2020). Disponível em: <https://deolhonosruralistas.com.br/2020/07/15/conheca-dez-rios-em-terras-indigenas-onde-mourao-nao-se-banharia-estao-contaminados/>, Acesso em 15 de julho de 2020.
FIGUEIREDO CORREIA, J. R. Processo nº 4.483 (Relatório Figueiredo). Ministério do Interior, 1967. 68 p. Disponível em < http://www.mpf.mp.br/atuacao-tematica/ccr6/dados-da-atuacao/grupos-de-trabalho/violacao-dos-direitos-dos-povos-indigenas-e-registro-militar/docs-1/relatorio-figueiredo/relatorio-figueiredo.pdf>, acesso em 04 de jul de 2020.
FPI. Food plants international, 2020. Disponível em <https://foodplantsinternational.com/plants/>, Acesso em 15 de julho de 2020.
FRANCISCO. Encíclica papal Laudato Si. Vaticano. 2015. 192 p. disponível em: <https://w2.vatican.va/content/dam/francesco/pdf/encyclicals/documents/papa-francesco_20150524_enciclica-laudato-si_po.pdf>, acesso em 04 de jul de 2020.
FRANZIN, A. palavras nomeiam a maior parte das plantas e animais do Brasil. Empresa Brasil de Comunicação, (29/10/2015). Disponível em <https://www.ebc.com.br/infantil/voce-sabia/2015/10/palavras-indigenas-nomeiam-maior-parte-das-plantas-e-animais-do-brasil>, acesso em 15 de julho de 2020.
GEORGESCU-ROEGEN, N. The Entropy Law and the economic process. Cambridge MA: Harvard University Press, 1971. 457 p.
GIBNEY, E. Coronavirus lockdowns have changed the way earth moves. Nature v.580, p: 176-177, 2020.
GPMD. A world at rick. Annual report on global preparedness for health emergencies. Global preparedness monitoring board. World Health Organization. 2019 . 46 p. Disponível em < https://apps.who.int/gpmb/assets/annual_report/GPMB_Annual_Report_English.pdf>, acesso em 04 de jul de 2020.
GUERRAS DO BRASIL. Direção: Luiz Bolognesi. Guerras indígenas (1º episódio). Netflix. 2018. (27 min)
HARARI, Y.N. Sapiens: uma breve história da humanidade. Porto Alegre: L&PM, 2011. 592 p.
HUBLIN, J.J; BEN-NCER, A.; BAILEY, S.E., FREIDLINE, S.E.; NEUBAUER, S.; SKINNER, M.M., BERGNABB, I.; LE CABEC, A.; BENZAAI, S.; HARCATI, K.; GUNZ, P. New fóssil from jebel Irhoud, Morocco and the pan-African origien of Homo sapiens. Nature, v. 546: 289-292, 2017.
ISA. Cloroquina, ausência de consulta e outras irregularidades marcaram visita “surpres” do governo á terra indígena Yanomama. Instituto Sócioambiental. Disponível em: <https://www.socioambiental.org/pt-br/noticias-socioambientais/cloroquina-ausencia-de-consulta-e-outras-irregularidades-marcaram-visita-surpresa-do-governo-a-terra-indigena-yanomami?utm_source=isa&utm_medium=&utm_campaign=&fbclid=IwAR2fl6H5See7F7c7oycCofEvS4WZ8avXE3Mb9CIcP6MioVxgfNlCHRHrOzQ>, Acesso em 2 de ago de 2020.
KOPENAWA, D.; ALBERT, B. A queda do céu - Palavras de um xamã Yanomami. São Paulo: Cia das Letras, 2015. 729 p.
KOPENAWA, DARIO. “meus antepassados morreram pelo mesmo que eu tô enfrentando: o garimpo ilegal e a epidemia” Juca, B. El pais (14 de jul de 2020). Disponível em https://brasil.elpais.com/brasil/2020-07-14/meus-antepassados-morreram-pelo-mesmo-que-eu-to-enfrentando-o-garimpo-ilegal-e-a-epidemia.html, Acesso em 15 de jul de 2020.
KRENAK, A. Ideias para adiar o fim do mundo. São Paulo: Cia das Letras. 2019. 64 p.
KRENAK, A. O amanhã não está a venda. São Paulo: Cia das Letras, 2020. 22 p.
LE QUÉRÉ, C.; JACKSON, R.B.; JONES, M.W. et al. Temporary reduction in daily global CO2 emissions during the COVID-19 forced confinement. Nature Climate Change, v.10, p: 647–653, 2020.
LEVIS, C. et al. Persistent effects of pre-Columbian plant domestication on Amazonian forest composition. Science. v. 355, n. 6328, p. 925-31, 2017.
LOUW, D. Power sharing and the challenge of ubuntu ethcis. In. Cornel W du Toit (ed.), Power sharing and African democracy: interdisciplinary perspectives. University of South Africa. 2010. pp. 121-137.
LOVELOCK, J.E. Atmospheric homestasis by and for the biosphere: the gaia hypotheseis. Tellus, v. 26, p. 1-2, 1974.
MALIK, A.H. ZIERMANN, J.M.; DIOGO, R. An untold story in biology: the historical continuity of evolutionary ideas of Muslim scholars from the 8th century to Darwin’s time, Journal of Biological Education, v.52, n.1, p: 3-17. 2017.
MARQUES, J.G. Pescando pescadores: ciência e etnociência em uma perspectiva ecológica. 2a. ed. São Paulo: NUPAUB, 2001. 258p.
MEADOWS, D.H.; MEADOWS, D.L.; RANDERS, J.; BEHRENS III, W.W. The Limits to Growth; A Report for the Club of Rome's Project on the Predicament of Mankind. New York: Universe Books, 1972. 205 p.
MEBEMBE, A. "Necropolitics". Public Culture, v.15, n.1, p. 11–40, 2003.
MORA, C.; TITTENSOR, D.P; ADL, S.; SIMPSON, A.G.B; WORM, B. How Many Species Are There on Earth and in the Ocean? PLoS Biology, v.9, n.8, e1001127, 2011. DOI: 10.1371/journal.pbio.1001127
MPF. Ministério Publico Federal. RECOMENDAÇÃO CONJUNTA Nº 011/2020-MP/4PJR/1º Ofício RDO/2º Ofício RDO. 19/06/2020. Disponível em <http://www.mpf.mp.br/pa/sala-de-imprensa/documentos/2020/recomendac-a-o-conjunta-mpe-mpf-decreto-pau-d-arco-versa-o-final-1-assinada.pdf>, Acesso em -4 de jul de 2020.
NÆSS, A. The shallow and the deep, long‐range ecology movements. A summary. Inquiry, v.16, n.1-4, p. 95–100, 1973.
NEVES, W.; RANGEL, M.J., MURRIETA, R. Assim caminhou a humanidade. Palas athena, 2015. 318 p.
NIMUENDAJU, C. Mapa etno-histórico do Brasil e regiões adjacentes. Rio de Janeiro: IBGE, 1943. 97 p.
ODUM, E. Fundamentals of ecology. Philadelphia: W.B. Saunders Company, 1953 383 p.
OXFAM. Quem paga a conta? Taxar a riqueza para enfrentar a crise da Covid-19 na América Latina e Caribe. 2020. 21 p. DOI: 10.21201/2020.6317
RIBEIRO, B.G. O índio na história do Brasil. Rio de Janeiro: Editora Globo, 2009. 143 p.
RIBEIRO, B.G. Os índios das águas pretas. São Paulo: Cia das Letras, 1995. 270 p.
RIBEIRO, D. Os índios e a civilização: a integração das populações indígenas no Brasil moderno. Petrópolis, Vozes, 2017. 448 p.
RINDOS, D. The origins of agriculture - an evolutionary perspective. San Diego: Academic Press. 1984. 325p.
SAMPAIO, T. O Tupi na Geographia Nacional. Memoria lida no Instituto Histórico e Geographico de S. Paulo. São Paulo: Typ. da Casa Eclectica. 1901. 164 p.
SENDER, R; FUCHS, S.; MILO, R. Reviser estimates fot the number of human and bacteria cells in the botany. Plos Biology, p 1-14, 2016. DOI:10.1371/journal.pbio.1002533
THORP. H.H. Do us a favor. Editorial Science, v. 367, n. 6483, p. 1169, 2020.
VALENTE, R. Os fuzis e as flechas história de sangue e resistência indígena na ditadura. São Paulo: Cia das Letras, 2017. 518 p.
Vick, M. Por que indígenas acusam o governo de subnotificar a covid-19. Nexo. (09 de jun de 2020). Disponível em <https://www.nexojornal.com.br/expresso/2020/06/09/Por-que-ind%C3%ADgenas-acusam-o-governo-de-subnotificar-a-covid-19>, Acesso em 10 de jul de 2020.
VILAS BOAS, O; VILAS BOAS, C. A marcha para o oeste. São Paulo: Cia das Letras, 2012. 672 p.
VILLARREAL, L.P. Viruses and the placenta: the essential vírus first view. APMIS, v.123, n. 1-2, p. 20-30, 2016.
WHO. Launch of global early warning system for animal diseases transmissible to humans. World Health Organization. 2006. Disponível em <https://www.who.int/mediacentre/news/new/2006/nw02/en/>, Acesso em 10 de jul de 2020.
WILLIAMSON, E. J. et al. Open safely: factors associated with COVID19 deaths in 17 million patients. Nature 2020. https://doi.org/10.1038/s41586-020-2521-4
WILLIS, K.J. (ed.). State of the world´s plants report 2017. Report. Kew Gardens. 2017. 96 p.
ZIMMER, K. Desmatamento está causando aumento de doenças infecciosas em humanos. National Geographic (4 de dez. de 2019). Disponível em https://www.nationalgeographicbrasil.com/meio- ambiente/2019/12/desmatamento-esta-causando-aumento-de-doencas-infecciosas-em-humanos. Acesso em 13
de out de 2020.

Aviso de Copyright
Os direitos autorais para artigos publicados nesta revista são do autor, com direitos de primeira publicação para a revista. Em virtude de aparecerem nesta revista de acesso público, os artigos são de distribuição gratuito, com atribuições próprias, em aplicações educacionais e não-comerciais com licenciada através da CC BY-NC-SA.

Métricas

Carregando Métricas ...