Educar para conviver com o Semiárido: a experiência do curso de especialização Convivência com o Semiárido na Perspectiva da Segurança e Soberania Alimentar e da Agroecologia, em Pernambuco

Autores

  • Maria Virginia de Almeida Aguiar UFRPE, Recife, PE - Brasil
  • Marcos Antônio Bezerra Figueiredo
  • Maria Zênia Tavares da Silva

Palavras-chave:

Pós-graduação, Agroecologia, Segurança alimentar, Convivência com o Semiárido.

Resumo

O curso de Especialização Convivência com o Semiárido na Perspectiva da Segurança e Soberania Alimentar e da Agroecologia é uma experiência de educação formal em Agroecologia realizada pela Universidade Federal Rural de Pernambuco. O objetivo do curso foi promover a formação em Segurança Alimentar e Agroecologia em nível de especialização para profissionais de organizações não-governamentais e governamentais com a finalidade de contribuir para a convivência com o Semiárido pernambucano na perspectiva da sustentabilidade. Durante o curso, foram realizadas atividades de formação teórica e prática em períodos presenciais alternados por atividades de pesquisa e reflexão em comunidades rurais. Os estudantes realizaram uma sistematização e produziram um artigo sobre experiências coletivas de famílias agricultoras que trabalham com práticas agroecológicas que têm contribuído para a segurança alimentar em seus processos de busca de alternativas para a convivência com o Semiárido. Este artigo apresenta alguns elementos sobre educação em Agroecologia a partir de uma proposta de educação socialmente referenciada e contextualizada na região do Semiárido brasileiro.

Biografia do Autor

Maria Virginia de Almeida Aguiar, UFRPE, Recife, PE - Brasil

graduação em Agronomia (1990) e especialização em Educação Ambiental (1994) pela Universidade Federal de Mato Grosso e doutorado em Agroecologia, Sociologia y Desarrollo Rural Sostenible pela Universidade de Córdoba/Espanha (2007), reconhecido pelo Programa de Posgraduação em Desenvolvimento Rural da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2008). Trabalhou ultimamente como consultora - Programas das Nações Unidas para o Desenvolvimento no Brasil e no Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura em projetos voltados para a agricultura familiar vinculados ao Departamento de Assistência Técnica e Extensão Rural do Ministério do Desenvolvimento Agrário/Secretaria da Agricultura Familiar. Atualmente é professora de Extensão Rural na Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Downloads

Publicado

2016-06-21

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>