O açaí ribeirinho certificado: uma forma de garantir o reconhecimento de um produto diferenciado e de assegurar renda duradoura para ribeirinhos do Estuário Amazônico

Autores

  • Leonora Genya Pepper Yale University, School of Forestry & Environmental Studies
  • Lívia de Freitas Navegantes Alves

Resumo

Graças à crescente demanda de açaí (Euterpe oleracea) no Brasil e no exterior, esse fruto tornou-se, nas últimas décadas, a principal fonte de renda para muitas famílias rurais do estuário Amazônico. Apesar das oportunidades econômicas apresentadas por este crescimento do mercado, persistem desafios significativos para pequenos agricultores. Estes desafios incluem o acesso ao mercado, questões ambientais resultando da intensificação de manejo, e concorrência no mercado com a expansão de produção. Em conjunto com a organização coletiva, através de cooperativas e associações, a certificação—orgânica, de origem, e de manejo sustentável—pode ser uma abordagem viável para enfrentar esses desafios.

Biografia do Autor

Leonora Genya Pepper, Yale University, School of Forestry & Environmental Studies

Mestranda em Engenharia Florestal, School of Forestry & Environmental Studies, Yale University. Beneficiária de bolsa Fulbright para estudos e pesquisa no Brasil, com foco em sistemas agroflorestais amazônicos. Graduada em Economia por Smith College.

Referências

“Bird Friendly Coffee.” 2015. Smithsonian Migratory Bird Center. Accessed April 25. http://nationalzoo.si.edu/scbi/migratorybirds/coffee/.

Brondizio, Eduardo S. 2008. The Amazonian Caboclo and the Açaí Palm: Forest Farmers in the Global Market. Edited by Charles M. Peters. Bronx, New York: The New York Botanical Garden Press.

“CABRUCA - Cooperativa Dos Produtores Orgânicos Do Sul Da Bahia.” 2015. Accessed April 25. http://www.cabruca.com.br/.

Cialdella, N., and L. N. Alves. 2014. La Rué Vers «l’Açaí» (Euterpe oleracea mart.): Quelle Place pour l'Agriculture Familiale? Trajectoires d'un Fruit Emblématique d'Amazonie. Revue Tiers Monde:1–20.

IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Agropecuária, Produção da Extração Vegetal e da Silvicultura 2012.

Padoch, C., E. Brondizio, S. Costa, M. Pinedo-vasquez, R. R. Sears, and A. Siqueira. 2008. Urban Forest and Rural Cities: Multi-sited Households, Consumption Patterns, and Forest Resources in Amazonia 13

Smith, Nigel J. H. 2002. Amazon Sweet Sea. Austin: University of Texas Press.

Downloads

Publicado

2016-05-15

Edição

Seção

IX CBA 2. Estratégias de Desenvolvimento Socioeconômico.