AVALIAÇÃO ECOLÔGICA DA UTILIZAÇÃO DE ESGOTO DOMÉSTICO TRATADO NA PERFORMANCE DE SISTEMAS DE IRRIGAÇÃO

Autores

  • RIGOBERTO MOREIRA DE MATOS UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE - UFCG
  • PATRÍCIA FERREIRA DA SILVA UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE - UFCG
  • SABRINA CORDEIRO DE LIMA UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE - UFCG
  • JOSÉ DANTAS NETO UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE - UFCG

Resumo

Objetivou-se estudar a avaliação ecológica da utilização de esgoto doméstico tratado na performance de sistemas de irrigação. O experimento foi desenvolvido em casa de vegetação da Universidade Federal de Campina Grande, em delineamento inteiramente casualizado, com quatro repetições, sendo os fatores arranjados em esquema fatorial 3x3. Os tratamentos foram compostos pela combinação de dois fatores: três tipos de água (água de abastecimento (A.ABAST); água tratada por (WETLAND) e água tratada por UASB/WETLAND), e três sistemas de irrigação (irrigação por gotejamento superficial e subsuperficial e microaspersão). A performance do sistema de irrigação por gotejo superficial foi superior aos demais sistemas para o CUC e CUD, quando avaliada o uso ecológico de esgoto doméstico tratado. O sistema de tratamento de água por Wetland foi o que evidenciou os menores resultados.

Biografia do Autor

RIGOBERTO MOREIRA DE MATOS, UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE - UFCG

Mestrando em Engenharia Agrícola

PATRÍCIA FERREIRA DA SILVA, UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE - UFCG

Doutoranda em Engenharia Agrícola

SABRINA CORDEIRO DE LIMA, UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE - UFCG

Acadêmica em Engenharia Agrícola

JOSÉ DANTAS NETO, UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE - UFCG

Prof. Dr. Titular em Engenharia Agrícola

Referências

CARARO, D. C. Manejo de irrigação por gotejamento para aplicação de água residuária visando a minimização do entupimento de emissores. 2004. 130 p. Tese (Doutorado em Irrigação e Drenagem), Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2004.

CHRISTIANSEN, J. E. Irrigation by sprinkling. Berkley: University of California, 1942. 124 p.

DENÍCULI, W.; BERNARDO, S.; THIÉBAUT, J. T. L.; SEDIYAMA, G. C. Uniformidade de distribuição de água, em condições de campo num sistema de irrigação por gotejamento. Revista Ceres, v. 27, n. 150, p. 155-162, 1980.

FRANCO, R. A. M.; HERNANDEZ, F. B. T. Qualidade da água para irrigação na microbacia do Coqueiro, Estado de São Paulo. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 13, n. 6, p. 772–780, 2009.

FREITAS, C. A. S.; NOGUEIRA, L. K. A.; MOREIRA; L. C. J.; FERREIRA, C. S. Desempenho hidráulico de gotejadores sob o tempo de exposição ao esgoto doméstico tratado. Revista Caatinga, v. 28, n. 1, p. 214-219, 2015.

KELLER, J.; KARMELI, D. Trickle irrigation design. Glendora, Rain bird Sprinkler Manufacturing Corporation, 1975. 133p.

MERRIAN, J. L.; KELLER, J. Irrigation System Evaluation. A Guide for Management. Logan: Utah State University, 1978. 271 p.

MORATA, G. T.; DANTAS, G. F.; DALRI, A. B.; PALARETTI, L. F.; FARIA, R. T.; SANTOS, G. O. Entupimento de gotejadores com uso de efluente de esgoto sob dois sistemas de filtragem. Revista Brasileira de Agricultura Irrigada, v. 8, n. 2, p. 86-97, 2014.

SILVA, L. P.; SILVA, M. M.; CORREA, M. M.; SOUZA, F. C. D.; SILVA, E. F. F. E. Desempenho de gotejadores autocompensantes com diferentes efluentes de esgoto doméstico. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 16, n. 05, p. 480-486, 2012.

Downloads

Publicado

2016-05-15

Edição

Seção

IX CBA 3. Sistemas de Produção Agroecológica.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)